Noticias

Compartilhe

Igreja terá de indenizar fiel abordado sem motivo por seguranças

Um fiel de uma igreja evangélica vai receber uma indenização de R$ 5 mil por ter sido incomodado por seguranças do templo enquanto orava. Segundo o autor da ação, os empregados do templo vilipendiaram o seu direito de ficar recolhido em oração. O autor também afirmou ter sido vítima de preconceito por ser negro. As informações são do site Conjur.

Em outubro de 2020, o fiel alegou estar dentro do templo, localizado na região do Brás, em São Paulo, quando três seguranças da igreja se aproximaram, pegaram sua mochila e despejaram o conteúdo no chão. Toda a ação aconteceu na frente de outros fiéis. O intuito dos seguranças era supostamente verificar uma denúncia contra o homem.

Em sua defesa, a igreja disse que os fatos não aconteceram e até prometeu apresentar à Justiça uma gravação em vídeo para comprovar a versão. Mas o material nunca foi entregue. A Justiça deu razão ao fiel, entendendo que, de fato, houve abuso na conduta dos seguranças e necessidade de reparação moral. “O dever de indenizar decorre — de modo imediato — simplesmente da abordagem que não se justificou, a interromper momento de reza e de meditação do autor", diz a sentença.

Fonte: Gazeta do Povo, 03/05/2021